Momentos Épicos do Desporto Automóvel #01

Inicia-se com este artigo uma série que ilustra em vídeo episódios e circunstâncias verdadeiramente espectaculares que a competição automobilística produz em quantidade recordista. Petrolheads de todo o mundo, apertem os cintos.

Carlitos Alcaraz: do que é que ele não é capaz?

Carlitos Alcaraz está a transformar o ténis profissional numa espécie de circo do impossível, onde nenhum lance se perde e todos se transformam em oportunidades para um winner. É impossível não gostar de ténis quando vemos este miúdo bater a bola.

Crónica de um Tour em apogeu histórico.

Assistimos a uma era do ciclismo que vai permanecer na memória colectiva durante gerações sobre gerações. E o Tour deste ano cumpriu essas máximas expectativas. Vingegaard triunfou sem espinhas. Mas Pogacar mostrou, mesmo na derrota, a sua notável fibra de campeão.

Finalmente: União Ciclista Internacional proíbe atletas transgénero de competirem como mulheres.

A UCI teve enfim um ataque de decência e proibiu os ciclistas transexuais de competirem como mulheres, alegando as óbvias vantagens em biomecânica e testosterona. A proibição segue-se a medidas semelhantes no atletismo, na natação e no râguebi.

100ª edição das 24 horas de Le Mans: Muito mais que uma efeméride.

A edição centenária das 24 Horas de Le Mans prometia uma corrida para os anais da história. Foi isso mesmo que aconteceu. E com a vitória de um Ferrari, 50 anos depois da última participação da marca na prova, o factor mítico foi multiplicado por dez.

Quem vence o Giro não é aquele que sobrevive. É aquele que se transcende.

Ao contrário do que se previa quando a prova ia a meio, o Giro de 2023 não foi ganho pelo último a cair para o lado, mas por aquele que teve coração e pernas e vontade de superação para alcançar a glória: Primoz Roglic. E João Almeida aproveitou o caos para fazer história.

Djokovic continua impedido de participar no US Open por não ser vacinado.

Três anos depois do início da pandemia e um ano depois do seu fim, os Estados Unidos continuam a impedir Novak Djokovic, provavelmente um dos homens mais saudáveis do planeta, de entrar e competir no país. Por causa da ciência? Não. Por causa da política.

Corrida para a morte #02

As 500 Milhas de Indianapolis de 1955 foram fatais para dois pilotos, como era frequente nesses tempos. Mas a a equação entre o risco e a recompensa está melhor resolvida hoje em dia? O ContraCultura tem dúvidas e explica porquê.

Corrida para a morte.

"Ferrari - Race to Immortality" é um documentário técnica e visualmente exuberante, que ilustra com rigor a tragédia humana que assolou a Ferrari na década de 50. Um exercício revivalista nu e cru, que nos faz pensar sobre o valor da vida e a definição da glória.

Fotopsicografia de Robert Tyre Jones Jr.

Único na história do jogo a conseguir ganhar os 4 maiores torneios do Golfe numa época só, Bobby Jones será talvez o desportista amador mais bem sucedido de sempre. E um exemplo de classe, fair play e virtuosismo.

La Vuelta 2022:
El Rei Remco.

A Vuelta deste ano prometia espectáculo. E cumpriu, elevando à glória mais um jovem génio do ciclismo contemporâneo: Remco Evenepoel.

Isle of Man TT: uma estreita serpentina entre a vida e a morte.

Não há corrida de motos como a Isle of Man Tourist Trophy. Nos seus 115 anos de história, o célebre traçado com 60 kms de extensão já matou 265 pilotos. Mas aqui ninguém parece querer baixar a febre da velocidade.

A mais bela Volta à França
deste século.

A 109ª Edição do Tour de France foi uma das mais renhidas e emocionantes da história da competição. Mas sobretudo, deixa para o futuro uma garantia de espectáculo, porque se Pogačar é um extra-terrestre, Vingegaard também pedala como um alienígena.