Bravo Velho Oeste
Vol. III

Biografias de Minuto e Meio: um itinerário pelas vidas dos bandidos, batoteiros, aventureiros, assassinos e artistas de circo que infectaram os territórios do oeste norte-americano, no século XIX.

Bravo Velho Oeste
Vol. II

Biografias de Minuto e Meio: um itinerário pelas vidas dos bandidos, batoteiros, aventureiros, psicopatas, assassinos e artistas de circo que infectaram os territórios do oeste norte-americano, no século XIX.

Bravo Velho Oeste
Vol. I

Biografias de Minuto e Meio: um itinerário pelas vidas dos bandidos, batoteiros, aventureiros, psicopatas, assassinos e artistas de circo que infectaram os territórios do oeste norte-americano, no século XIX.

Pentágono desclassifica imagens de OVNI.
O Contra aconselha que sejam consumidas com cautela.

A web está em histeria por causa de um vídeo que o célebre ufólogo Jeremy Corbell publicou no Youtube e que foi aparentemente desclassificado pelo Pentágono. Considerando essa proveniência, as imagens devem ser consumidas com toda a cautela deste mundo. E do outro.

Amores da minha vida.

Não sei se sou eu que sou dono deles ou eles que são donos de mim, e isso, sinceramente, nem sequer me interessa. Sei que são protagonistas no enredo da minha vida. Sei que não precisam de redenção porque neles não reside o pecado.

Factos, lendas e apologia de S. Nicolau.

Sabemos pouco sobre o santo que inspirou o mito do Pai Natal. Mas pelo que é conhecido sobre a sua piedade e generosidade, faz todo o sentido que 17 séculos sobre a sua morte, ainda ocupe um lugar feliz no imaginário cristão.

Breve e Particularmente Negro Conto de Natal.

Nicolau carrega o fuzil com atenção meticulosa. Trovão jaz no trilho gelado e resfolega, com a lentidão dos condenados, lamentos antigos.

Momentos Épicos do Desporto Automóvel #01

Inicia-se com este artigo uma série que ilustra em vídeo episódios e circunstâncias verdadeiramente espectaculares que a competição automobilística produz em quantidade recordista. Petrolheads de todo o mundo, apertem os cintos.

WRC: a simulação de ralis levada ao seu máximo expoente.

Os fãs podem respirar de alívio: a EA Sports não comprou a CodeMasters para exterminar a concorrência. O objectivo afinal era codificar a melhor simulação de ralis de todos os tempos. E o resultado é o fabuloso WRC que saiu na sexta-feira passada.

Senador Marco Rubio afirma que funcionários de topo dos EUA estão a avançar com alegações sobre OVNIs.

Marco Rubio afirmou que há mais informadores que têm procurado o Congresso para alegar que o governo dos EUA tem recuperado aeronaves extraterrestres e que são funcionários que "tiveram posições superiores no governo federal".

Informador diz ao Congresso: “Sei exactamente onde o governo esconde os OVNIs”.

David Grusch, um veterano da Força Aérea e da Agência Nacional de Inteligência Geoespacial, disse ao Congresso, sob juramento, que sabe exactamente onde o governo dos EUA guarda as naves de origem não humana que tem recuperado desde 1930.

Chefe da Segurança Nacional: OVNIs têm “impacto real” no desempenho da Força Aérea dos EUA.

John Kirby assumiu que os OVNIs estão a interferir na capacidade operacional dos pilotos da Força Aérea dos EUA. Mas considerando a deficitária relação com a verdade do regime Biden, as declarações do apparatchik soam a falso.

The Why Files: entre enigmas e encobrimentos.

De entre toda uma fenomenologia de fazer cair o queixo que Andrew Gentile traz ao conhecimento público, o Contra escolhe mais dois episódios eloquentes sobre factos intrigantes que estão por esclarecer e os esforços das autoridades académicas e governamentais em suprimi-los.

Fenómeno OVNI: Ubatuba e as evidências materiais de origem não humana.

O incidente de Ubatuba, que apresenta, como é muito raro nestes casos, evidências materiais, vem reforçar a suspeita de que entidades públicas e privadas em todo o mundo podem estar na posse de tecnologia alienígena, como recentemente testemunhou David Charles Grusch.

Fenómeno OVNI: Relatório do Pentágono regista queimaduras por radiação e danos cerebrais.

1.500 páginas de investigação relacionada com OVNIs foram desclassificadas pelo Pentágono, em Abril de 2022, revelando que os encontros com veículos de origem e natureza desconhecidas têm deixado as testemunhas com queimaduras por radiação, danos cerebrais e perturbações do sistema nervoso.

100ª edição das 24 horas de Le Mans: Muito mais que uma efeméride.

A edição centenária das 24 Horas de Le Mans prometia uma corrida para os anais da história. Foi isso mesmo que aconteceu. E com a vitória de um Ferrari, 50 anos depois da última participação da marca na prova, o factor mítico foi multiplicado por dez.

Funcionário dos serviços de inteligência: EUA recuperaram naves de origem não humana.

Um antigo funcionário dos serviços secretos dos EUA forneceu ao Congresso e ao Inspector-Geral dos Serviços de Inteligência extensa informação confidencial sobre programas ultra-secretos que alegadamente possuem naves intactas e parcialmente intactas de origem não humana.

Clássicos de culto:
o Golf MK1 GTI de 1975.

Com uma bombástica relação peso/potência, para a altura, este é o santo graal dos desportivos de baixo orçamento. Uma máquina dos diabos para levar os filhos à escola ou os cavalos ao autódromo.

Clássicos de culto:
o Citroën DS Pallas de 1967.

Desenhado num momento de grande inspiração por Flaminio Bertoni e André Lefèbvre, o DS trancende a sua condição automobilística: é um manifesto da criatividade e do engenho humanos.

Contributos para a clarificação do fenómeno OVNI: A “Onda Belga” (1989-1990)

Mais de 3 décadas depois de ocorridos os eventos, ainda não há uma explicação convincente para a "vaga belga" de OVNIs, uma sucessão significativa de avistamentos que durou meses e que culminou com dois F-16 da Força Aérea nativa a perseguirem objectos misteriosos pelos céus.

Clássicos de culto: o Ferrari 250 GT Berlinetta SWB de 1959.

Um dos mais notáveis carros de corrida do seu tempo, o 250 GT era uma máquina de devorar asfalto: o chassis leve, a curta distância entre eixos, a baixa altura ao solo e os 280 cavalos do motor de 12 cilindros garantiam performances assustadoras. O resto garantia classe.

Clássicos de Culto:
o Porsche 911 de 1963

O Porsche 911 de 1963 é um objecto de culto. As suas linhas não são propriamente harmoniosas e as proporções também não estão de acordo com nenhuma regra de ouro, mas o resultado é genial.

Clássicos de culto: o Jaguar E-Type de 1961.

As formas voluptuosas não traem a musculada masculinidade. A classe não contradiz o arrojo. O luxo não esconde a raça. Se apenas um automóvel tivesse sido construído, podia muito bem ser este.

Clássicos de Culto:
o Mini 1275 GT de 1969.

Construído pela British Leyland e redesenhado por Roy Haynes, o 1275 GT é um pequeno triunfo da indústria automóvel inglesa. Rápido, sexy e económico, fez as delícias da classe operária durante toda a década de 70.

Clássicos de Culto:
o Mercedes-Benz W110 de 1959.

Conjugando com suprema elegância o conservadorismo estilístico da marca de Estugarda com o arrojo exuberante que estava em moda na altura, o modelo com que a Mercedes popularizou o motor a diesel é um dos sedans mais bonitos da história da indústria automóvel.

“Rocket To Russia”:
Uma bateria de mísseis lançados a 78 rotações por minuto.

Um dos mais importantes discos da história do Rock, manifesto satírico e elogio da dissidência, "Rocket to Russia" é tudo o que o punk deve ser. Com a vantagem de nos arrastar irresistivelmente para a pista de dança. Considerando o espírito intratável dos Ramones, isto não é dizer pouco.

Atendimento permanente.

Tens uma dor nas costas. És submetido à robótica do teu tempo. Boa sorte.

OVNIS nos céus da América: factos e suspeitas.

Quando estruturas de poder satânico como o Pentágono e personagens hediondos como Justin Trudeau declaram que andam a abater OVNIS, o dever do cidadão esclarecido é suspeitar que há nestas declarações uma qualquer agenda sinistra.

Contributos para a clarificação do fenómeno OVNI: Os Encontros Nimitz.

Em 2004, ao largo da Califórnia, a frota do Nimitz Carrier Strike Group documentou uma série de encontros imediatos com objectos cujo comportamento dinâmico é difícil de explicar, à luz da ciência e da tecnologia contemporâneas.

Guerreiros do Rio, onde a geografia passa a literatura.

Sobre a certeza religiosa de que não há no planeta um lugar mais romanesco que Guerreiros do Rio. A aldeia propriamente dita tanto como os arredores ribeirinhos rebentam de parágrafos imortais.

Contributos para a clarificação do fenómeno OVNI: Colares e a “Operação Prato”

Um dos casos mais bem documentados - e mais sinistros - da ovnilogia é o de Colares, no Brasil, onde em 1977 uma imensa quantidade de encontros imediatos foi reportada pela imprensa e depois monitorada pela Força Aérea.

Contributos para a clarificação do fenómeno OVNI: mitos e factos entre a desinformação e a insegurança.

Quando o Pentágono, a CIA e a imprensa já não escondem que o fenómeno OVNI é factual, o público tem boas razões para desconfiar que está a ser desinformado. Mas os factos inquietantes, permanecem.

Contributos para a clarificação do fenómeno OVNI: explorações teóricas.

Para além dos equívocos e dos mitos, a presença de objectos não identificados na atmosfera da Terra está hoje bem documentada, pelo que as questões prévias recaem sobre a sua origem, natureza e propósito.

 

O Evangelho de Pôncio Pilatos
Capítulo 3

Caminhas na direcção de Golgotá. Procuras pela cruz abandonada do Reis dos Judeus. Ajoelhas-te sob esse marco eterno. Pedes perdão de tudo. Rezas pelo teu filho. Juras fidelidade. Regressas ao pretório. Recebe-te a tua mulher. Ela sorri como há anos não a vias sorrir.

O Evangelho de Pôncio Pilatos
Capítulo 2

Agora já não és Pilatos, governador da Judeia. És apenas um homem perante o mistério. Agora sabes que não queres matar o nazareno. Agora sabes que não vais impedir o seu sacrifício. Mas sobrevive em ti a fortaleza da tentação. A luz negra da esperança.

O Evangelho de Pôncio Pilatos
Capítulo 1

Não estás num dia bom e tens um gládio a abrir-te caminhos tortuosos no cérebro. Amaldiçoas o momento em que decidiste alistar-te naquele brutal exército de Tibério, arregimentado para calar a ira dos transalpinos.

Um planeta infectado por estúpidos: os que idolatram e os que são idolatrados.

A YouGov faz anualmente uma sondagem a nível global para saber quem são as personalidades mais admiradas de entre a espécie Sapiens. O resultado de 2021 é uma demonstração estatística de que o ser humano do Século XXI é um animal completamente imbecil.

Isto é estranho: animais andam em círculos por todo o planeta.

O fenómeno não será tão anormal como a campanha de pornografia infantil da Balenciaga ou como as políticas energéticas da União Europeia. Mas não deixa de intrigar aqueles de nós que nasceram para fazer perguntas.

Corrida para a morte #02

As 500 Milhas de Indianapolis de 1955 foram fatais para dois pilotos, como era frequente nesses tempos. Mas a a equação entre o risco e a recompensa está melhor resolvida hoje em dia? O ContraCultura tem dúvidas e explica porquê.

Earl Scruggs & Joan Baez:
o Folk em formato olímpico.

Earl Scruggs, o grande virtuoso do banjo, faz uma visita a Joan Baez, para uma informal jam session. O monumental momento acaba por ficar gravado na pauta infinda que os deuses do Folk reservaram para a eternidade.

Japão: a estranha história dos fantasmas que andam de táxi.

Em Ishinomaki, atingida violentamente pelo tsunami de 2011, abundam os rumores de espíritos errantes que deambulam pela cidade. Mas as histórias de passageiros que desaparecerem dos táxis durante as corridas, corroboradas pelo registo dos taxímetros, é mesmo muito estranha.

O último manifesto
de Johnny Cash.

Um dos momentos que vai ficar para a história da música popular é o que dá génese à versão de "Hurt", um original dos Nine Inch Nails, que Johny Cash gravou nos últimos meses da sua vida e que Mark Romanek eternizou em vídeo. Esta é a história dessa obra prima do áudio-visual.

Isle of Man TT: uma estreita serpentina entre a vida e a morte.

Não há corrida de motos como a Isle of Man Tourist Trophy. Nos seus 115 anos de história, o célebre traçado com 60 kms de extensão já matou 265 pilotos. Mas aqui ninguém parece querer baixar a febre da velocidade.

Uma ópera marciana.

Se é boa a ideia de distribuirmos por duas geografias planetárias a responsabilidade da sobrevivência da espécie, nada nos garante que as coisas corram melhor em Marte do que estão a correr aqui.