Um meme que se escreve sozinho: Hunter Biden diz que está sóbrio para ‘salvar a democracia’.

Para variar, eis um momento hilariante, mas factual, da actualidade política: o desgraçado drogadito que o mundo conhece por Hunter Biden afirmou ontem que está a tentar manter-se sóbrio para 'salvar a democracia'.

Desespero de causa: Democratas acusam Trump de corrupção porque clientes estrangeiros pagaram por serviços prestados nos seus hotéis.

Um tresloucado grupo de congressistas democratas decidiu que Trump é um animal corrupto porque uma delegação cipriota pagou 590 dólares por serviço de quarto num hotel de que o ex-presidente é proprietário.

Sondagem: Donald Trump abre vantagem de 10 pontos sobre Joe biden.

Novos dados sugerem que o magnata de Queens pode voltar à Casa Branca: Donald Trump tem uma vantagem de dois dígitos a nível nacional e bate Biden em sete estados chave. Mas Robert F. Kennedy Jr., o "independente" controlado pela CIA, pode baralhar as contas.

Finalmente: Câmara dos Representantes inicia processo de impugnação de Joe Biden.

O processo de impugnação de Joe Biden não vai ter efeitos práticos para além do impacto mediático no ciclo eleitoral que se avizinha. Mas justifica-se plenamente, dado o amplo leque de evidências de corrupção do senil e sinistro inquilino da Casa Branca.

Hunter Biden foi finalmente indiciado por fuga ao fisco e pode ser condenado a 17 anos de prisão.

Hunter foi indiciado por alegadamente não ter pago mais de 1 milhão de dólares em impostos, enquanto levava uma vida "extravagante" de festas, drogas, prostitutas e luxos. E embora o procurador seja um homem do regime, o juiz foi nomeado por Donald Trump.

Empresa de Hunter Biden ligada à China fez pagamentos mensais directos a Joe Biden.

Mais uma prova material de que Joe Biden é capaz de ser o mais corrupto dos líderes políticos na história universal da infâmia. Mas o que realmente impressiona é que tenha sobrevivido aos escandalosos factos, que só não vê quem não quer ver.

Ex-analista da CIA: Biden precisa dos conflitos em Israel e na Ucrânia para evitar a prisão.

Biden é refém dos crimes que cometeu nas últimas décadas. E os altos funcionários do seu regime são reféns dos crimes que têm vindo a cometer para encobrir a corrupção da família do Presidente. A guerra é assim uma solução para se manterem no poder e fugirem à justiça.

Mãos na massa: Comité da Câmara dos Representantes revela um pagamento directo a Joe Biden, branqueado através do seu irmão.

O Comité de Supervisão da Câmara dos Representantes revelou na sexta-feira documentos referentes a um pagamento directo a Joe Biden, que faz prova inequívoca de tráfico de influências praticado pelo actual inquilino da Casa Branca.

EUA: Maioria republicana da Câmara dos Representantes abre inquérito para destituição de Joe Biden.

Mais um momento de circo no Capitólio: um inquérito de destituição que toda a gente sabe que vai resultar em coisa nenhuma. E não por falta de provas de corrupção contra a família Biden, que são inúmeras. A vontade política é que escasseia, no pântano de Washington.

Como a Google tenta afastar os utilizadores das notícias sobre a corrupção dos Biden.

Como se já não bastasse o rotineiro recurso à censura, a Gestapo de Silicon Valley guarda outros truques sujos na manga. E o algoritmo do motor de busca da Google é uma obra prima da desinformação contemporânea.

Putin condenou o seu rival político a uma pena bem mais leve do aquela que Biden quer para Trump.

O que é que se pode dizer sobre o estado da democracia nos EUA quando até o regime Putin é mais brando com os líderes da oposição do que o regime Biden? 

James Comer: governo federal tem dúzias de relatórios sobre actividades suspeitas dos Biden.

O presidente da Comissão de Supervisão da Câmara dos representantes revelou que o Departamento do Tesouro do governo federal dos EUA tem mais algumas dezenas de relatórios de actividades suspeitas relacionados com a família Biden.

Sócio de Hunter Biden confirma que Joe Biden mentiu sobre o conhecimento que tinha das negociatas do filho.

Joe Biden era "a marca" que o seu filho vendia em todo o mundo para enriquecer a família. E o actual presidente dos EUA mentiu sobre o seu envolvimento nas mais que duvidosas negociatas que Hunter concretizou entre Washingotn, Pequim, Kiev e Moscovo.

Senador divulga documento bombástico do FBI sobre suborno pago aos Biden no valor de 10 milhões de dólares.

O documento também indica que o patrão da Burisma achava que Hunter Biden era mais estúpido que o seu cão. O que não o impediu de lhe pagar 80.000 dólares por mês por um lugar na Administração da empresa e a troco de "protecção, contra todo o tipo de problemas".

Testemunhos de informadores do IRS mostram a real dimensão da fraude eleitoral em favor de Joe Biden.

A fraude eleitoral nas presidenciais de 2020 está hoje à vista de toda a gente. E os testemunhos prestados ao Congresso dos EUA por dois informadores do IRS revelam claramente que o deep state de Washington esteve intimamente ligado à manobra.

Procuradoria ocultou relatório do FBI segundo o qual a Burisma pagou 5 milhões de dólares aos Biden.

A Procuradoria-Geral de Delaware escondeu dos investigadores do IRS um relatório do FBI segundo o qual a empresa ucraniana de petróleo e gás Burisma terá pago subornos de 5 milhões de dólares a Hunter e Joe Biden.

Processo do IRS de Hunter Biden começou como investigação sobre rede de pornografia.

A cada dia que passa, a verdade sobre a família Biden fica mais medonha: o agente do IRS Gary Shapley disse ao Congresso que o processo Hunter Biden começou em novembro de 2018 como investigação a uma rede de pornografia, na qual o filho do presidente estaria envolvido.

Hunter Biden escapa à prisão, porque os EUA são hoje uma definição de república das bananas.

O filho do Presidente dos EUA vai declarar-se culpado de dois delitos fiscais e assim evitar uma pena de prisão. Porque na América de hoje, só a plebe, ou os opositores do regime Biden, é que são presos por fugirem ao fisco ou adquirirem armas sob falsas declarações.

James Comer: família Biden recebeu 20 a 30 milhões de dólares em pagamentos ilegais.

O presidente do Comité de Supervisão da Câmara dos Representantes, James Comer, revelou na quinta-feira que existem provas de pelo menos 20 a 30 milhões de dólares em pagamentos ilegais efectuados por cidadãos estrangeiros à família Biden.

Sobre os escândalos Biden, a imprensa comporta-se como uma imensa agência de propaganda.

O comportamento da imprensa corporativa sobre os sucessivos escândalos da família Biden tem todas as marcas de uma agência de propaganda ao serviço de um regime totalitário. A vontade de omitir, manipular e transformar os factos é por demais evidente. E vergonhosa.

Ex-director da CIA: Biden e Blinken estão por detrás de desinformação sobre portátil de Hunter.

Mike Morrell admitiu perante o Comité Judiciário do Congresso que Biden e Blinken estiveram por trás da infame carta assinada por 51 funcionários dos serviços secretos, sugerindo que o portátil de Hunter Biden não passava de uma operação de desinformação russa.

A verdade sobre as negociatas da família Biden com chineses e ucranianos.

Num mundo normal, Joe Biden, o seu filho e o seu irmão estariam há que tempos encarcerados numa prisão de alta segurança por tráfico de influências, enriquecimento ilícito, traição à pátria e corrupção. Mas não vivemos num mundo normal. Vivemos num mundo governado por criminosos.

Diplomacia dos EUA e da Europa pressiona Zelensky para negociar a paz com a Rússia.

A diplomacia americana e europeia está a pressionar Zelensky para se sentar à mesa das negociações com Putin e considerar aquilo que pode sacrificar para chegar à paz. É no entanto de prever que o Kremlin assuma uma posição de força, dada a situação no teatro das operações.

Mais um discurso assertivo do cardeal sem medo: “Saiam deste horrendo teatro infernal montado por criminosos subversivos.”

O arcebispo Carlo Maria Viganò não é conhecido pelos seus eufemismos. Diz o que tem a dizer e chama os bois pelos nomes. E no caso das elites globalistas, ainda por cima, não há desculpa para generalizações, porque todos sabemos quem são os tiranos.

E se as agências de inteligência e segurança dos EUA vigiassem mais os terroristas reais e menos os conservadores americanos?

Imaginemos por um momento que os recursos monumentais das forças de segurança e inteligência americanas eram canalizados para perseguir terroristas de verdade, em vez de cidadãos com opiniões diferentes daquelas que o regime Biden considera adequadas.

Princípio do fim? Polónia anuncia que não vai enviar mais armas para a Ucrânia.

A Polónia deixará de armar a Ucrânia para se concentrar na sua própria defesa, segundo o primeiro-ministro polaco, Mateusz Morawiecki. Entretanto nos EUA, a maré também parece estar a mudar. Será este o princípio do fim para o regime Zelensky?

Donald Trump foi indiciado pela procuradoria da Geórgia sobre alegados esforços para anular as eleições de 2020.

Trump tem agora que lidar com 4 acusações judiciais enquanto tenta a reeleição para presidente dos EUA. Desta vez foi indiciado pela procuradoria estadual da Geórgia sobre alegados esforços para anular a eleição presidencial de 2020.

Como Anular a Democracia
Breve Manual de Normas
Parte 2

A segunda parte de um ensaio que desvenda os métodos trafulhas, as batotas flagrantes e as vilanias escondidas a que a democracia está a ser submetida no Século XXI.

Como Anular a Democracia
Breve Manual de Normas
Parte 1

Um ensaio bipartido, que desvenda os métodos trafulhas, as batotas flagrantes e as vilanias escondidas a que a democracia constitucional está a ser submetida no Século XXI.

Carlson sobre a acusação a Trump: “Esta é a mais arrojada interferência eleitoral jamais tentada”.

Quanto mais ficamos a saber sobre o conteúdo da acusação do procurador de Manhattan ao magnata de Queens, mais se percebe que é tão vazia de conteúdo jurídico como rica em intenções políticas. No entretanto, Trump sobe nas sondagens.

6 de Janeiro:
uma insurreição
sem insurrectos
.

Tucker carlson teve finalmente acesso aos ficheiros de vídeo do circuito fechado do Congresso referentes aos acontecimentos de 6 de Janeiro de 2021. As imagens contam um história muito diferente daquela que nos foi impingida.

EUA: Destruir a democracia. Por dentro.

À medida que mais informação, muitas vezes confidencial, é revelada sobre a actividade das agências de inteligência da federação, mais parece que as verdadeiras ameaças à democracia americana não têm origem no Kremlin ou em Pequim, mas em Langley e em Washington.

Incrível: há quem fale verdade no Parlamento Europeu.

A imagem dos políticos em geral nunca é muito positiva, mas a avaliação que fazemos dos eurodeputados está, se possível, abaixo da deprimente média. Ainda assim, há ainda quem lute pela verdade, pela liberdade e pela democracia, no Parlamento Europeu.